Google+

Facebook acaba de lançar um recurso que vai revolucionar a maneira como milhões de pessoas usam a rede social

Facebook acaba de lançar um recurso que vai revolucionar a maneira como milhões de pessoas usam a rede social

Um exemplo do que alguém que usa um leitor de tela ouviria quando rolasse sobre esta foto.

Matt King abriu uma conta no Facebook em 2009. Sua esposa era uma ávida usuária da rede social e havia um monte de pessoas com as quais ele queria se conectar, então ele imaginou que seria legal tentar usar. Infelizmente, ele levou toda uma manhã de sábado para descobrir como navegar na sua lista de amigos e ver os seus perfis.

"Dava muito trabalho", disse o Matt. "E não era nada bom."

Matt, que começou a trabalhar no Facebook como um especialista em acessibilidade em junho de 2015, após 25 anos na IBM, cresceu praticamente cego e acabou perdendo o resto de sua visão limitada ainda na faculdade. Sua experiência inicial com o Facebook o deixou se sentindo frustrado e isolado.

Ele canalizou essas emoções para ajudar a desenvolver a tecnologia lançada em 05 de abril - tecnologia que se destina a melhorar drasticamente a forma como as pessoas como deficientes visuais usam o Facebook.

O novo recurso é chamado de "texto alternativo automático," e aqui  você pode ver como funciona: Se você usar o software leitor de tela em Inglês, ele irá ler em voz alta para você uma descrição do conteúdo de uma foto. (Clique no vídeo abaixo para ver alguns exemplos.)

O sistema poderia alterar drasticamente a forma como 285 milhões de pessoas com deficiência visual do mundo interagem com a rede social.

Neste momento, o sistema do Facebook pode reconhecer e rotular categorias relativamente básicas - como carros, aviões, árvores, água, e pessoas sorrindo. A ideia é identificar apenas objetos e é altamente confiável nisso. Mas no futuro, o sistema poderá ser capaz de conseguir mais precisão e identificar modelos específicos de veículos, por exemplo.

O Facebook fez uma demonstração da nova tecnologia em fevereiro em sua sede em Nova York.

Matt, que usa um leitor de tela - uma aplicação de software que lê em voz alta o texto exibido em uma tela - usou o sistema  em uma fotografia de árvores altas sob um céu azul brilhante. A foto foi descrita, "Com os meus amigos da faculdade no meu lugar favorito - pronto para um grande fim de semana!" Imediatamente, ele ouviu a frase, "imagem pode conter céu, árvore, ao ar livre."

Quando ele rolava para baixo para outra foto, de uma pizza, intitulada "domingo à noite", ele ouviu, "imagem pode conter pizza."

Para aqueles que não são deficientes visuais, a tecnologia pode parecer rudimentar. Mas a verdade é que este não é um recurso destinado a todos os usuários.

Antes de 05 de abril, quando alguém usando um leitor de tela rolasse para uma fotografia no seu feed de notícias, eles ouviriam detalhes como o nome do usuário que postou a foto, a hora, e o subtítulo.

Mas, como no caso da imagem de "domingo à noite", legendas muitas vezes omitem informações sobre o que está realmente na foto, deixando as pessoas com deficiência visual tentando apenas imaginar seu verdadeiro conteúdo. Esta função (automatic alt text) foi desenvolvida pela equipe de acessibilidade do Facebook, e foi lançada há cinco anos.

O objetivo da equipe é fazer Facebook uma experiência agradável para todos, e parte do seu trabalho é dedicado ao desenvolvimento de produtos especificamente para pessoas com deficiência.

A equipe de desenvolvimento desse novo recurso é liderada por Jeff Wieland, que se juntou ao Facebook para trabalhar em operações comunitárias, há nove anos. Alguns anos mais tarde quando ele lançou a idéia de uma equipe de acessibilidade, Wieland, ficou entusiasmando com a possibilidade de que ele poderia usar sua capacidade tecnológica para ajudar as pessoas com deficiência.

Ele tinha recebido feedback dos usuários com deficiência, incluindo pessoas cegas, dizendo que a tecnologia do Facebook não havia oferecido uma grande experiência para elas.

"A deficiência pode ser uma coisa realmente isoladora", disse ele. Sua esperança é que o automatic text alt, juntamente com outros produtos nos quais a equipe está trabalhando, irá fomentar um sentimento de conexão social entre pessoas com deficiência.

Você pode experimentar a tecnologia se você usar o Facebook em qualquer dispositivo iOS. Basta ligar o VoiceOver (software de leitura de tela da Apple), listado em configurações gerais. Em seguida, abra o aplicativo do Facebook e percorra o seu feed de notícias; quando você deslizar sobre uma foto, a ferramenta irá fazer uma descrição da imagem.

No futuro, Matt e Wieland disseram que gostariam de ver a mesma tecnologia usada em outras aplicações além dos seus próprios produtos.

Em 2014, o Facebook criou um recurso público chamado de Kit de Acessibilidade, que inclui diretrizes para o desenvolvimento de um programa de acessibilidade. E otimizou a estrutura de front-end open-source do Facebook para a construção de uma web e de produtos móveis com suporte a acessibilidade.

O Facebook também contribui para as normas Accessible Rich Interaction Application R(ARIA), que indicam como fazer páginas web mais acessíveis. Matt é um dos editores dessas normas.

Neste ponto, Facebook admite que o Automatic Text Alt é um "work in progress" (um projeto em desenvolvimento). Mas, afinal, disse Matt, "o que estamos tentando fazer é criar uma plataforma mais inclusiva e tornar o mundo um lugar melhor."

Escolha ideal para quem está começando um novo negócio.

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo