Estratégia de e-mail marketing. Erros que você deve evitar

Uma boa estratégia de e-mail marketing é uma ferramenta muito poderosa para ajudar a escalar qualquer negócio. No entanto, às vezes alguns erros impedem que os resultados venham como o esperado. Em alguns casos, os problemas são muito sutis, e é comum ter dificuldade na hora de identificá-los. 

Vamos ver alguns problemas que podem atrapalhar os resultados da sua estratégia de e-mail marketing.

1. Sua estratégia de e-mail marketing não oferece valor

Se seus e-mails não oferecerem um valor claro aos seus usuários, por que eles iriam abri-los? A questão do valor é muito importante para o sucesso da sua estratégia, pois, em suma, é ele quem vai aumentar a taxa de abertura dos e-mails.

Além disso, o valor entregue de forma clara ajuda a conquistar autoridade, que acaba aumentando ainda mais a chance de sucesso do seu projeto. Lembre-se de entregar valor de maneira consistente antes de ofertar alguma coisa aos usuários.

2. O título não está adequado ao e-mail

O título é um elemento importantíssimo para o sucesso (ou fracasso) de sua estratégia de e-mail marketing. De fato, ele faz o papel de “primeira impressão”, ou seja, é por meio dele que o usuário vai decidir se deve ou não clicar e ler a mensagem.

Escrever títulos para e-mails é uma verdadeira arte. Tome cuidado para não ultrapassar a quantidade máxima de caracteres, assim como evitar palavras associadas à spam.

Por fim, procure resumir o conteúdo do e-mail no título, de forma atraente e persuasiva.

3. Seu endereço de e-mail não representa uma pessoa

Um erro grave nas estratégias de e-mail marketing é justamente fazer a mensagem soar como 'robótica'. Ou seja, fazendo o usuário pensar que está lidando com uma máquina ao invés de uma pessoa. E o endereço de e-mail tem muito peso nesse ponto.

O famoso “noreply” já aponta que o e-mail foi enviado por uma máquina — que, em geral, é um automatizador de e-mails. Porém, ninguém gosta de se relacionar com máquinas, e esse pequeno detalhe pode atrapalhar o sucesso da sua estratégia.

Vale a pena investir em um e-mail humanizado para suas campanhas!

4. O conteúdo foca apenas no produto

Um erro bastante comum é dar muita ênfase ao produto. Essa estratégia de vendas era muito usada há alguns anos, e foi considerada como um método padrão de abordagem. No entanto, os tempos são outros, e focar apenas no produto não funciona muito bem hoje em dia; é preciso pensar no consumidor.

Ao invés de descrever o produto, aponte as soluções que ele traz ao dia a dia do consumidor. Além disso, crie conteúdo com propósito que trabalhe nos problemas que o usuário tem, e só depois aponte seu produto como uma solução eficiente. Nessa nova abordagem você insere seu produto no final da mensagem.

5. Frequência de disparos inadequada

A frequência de disparos é algo que varia bastante de acordo com o público-alvo. Em alguns casos, enviar 3 e-mails por semana pode ser o ideal; enquanto em outros, essa frequência é vista como inadequada.

Via de regra, não se deve lotar a caixa de entrada dos usuários, mas também não pode haver muito espaçamento entre um e-mail e outro. É importante encontrar um meio termo inteligente.

6. Não há uma segmentação eficiente em sua estratégia de e-mail marketing

Seu produto ou serviço não vai agradar a todos os públicos. Isso é um fato que precisa ser levado em conta antes de qualquer ação. É aí que entra o poder da segmentação dentro do e-mail marketing.

Tenha em mente quem é seu cliente ideal, ou seja, para quem seu produto ou serviço foi desenvolvido. Dessa forma, faça uma segmentação de base para englobar apenas usuários que satisfaçam algumas características do cliente ideal; foque todos os seus esforços nessas pessoas.

Isso vai permitir melhores resultados e diminuição de custos durante a execução da estratégia. Afinal de contas, não compensa enviar promoções de sutiã para o João, de 45 anos, solteiro e que gosta de futebol.

7. A CTA não está otimizada

A CTA (Call To Action ou  Chama para a Ação) é um elemento importante do e-mail marketing, e por isso precisa ser otimizada ao máximo.

Um problema que vemos nos dias de hoje é sobre a quantidade de CTAs em um único e-mail. Algumas empresas chegam a usar várias CTAs ao mesmo tempo, como 10 ou 15. Essa prática isso pode tornar o e-mail carregado demais — e até suspeito.

O recomendado é usar no máximo 2: uma na introdução e outra no final do e-mail. Isso garante que ela será vista pelo usuário.

8. Seus e-mails são impessoais demais

Já foi provado que a comunicação pessoal é bastante valorizada tanto em conteúdo para blogs e sites quanto em e-mail marketing. Quando essa linguagem é adotada, o usuário se sente mais próximo de quem fala, e pode até criar laços de afeto.

Procure usar o nome do usuário no e-mail, assim como manter uma linguagem que aponta para o usuário de forma específica, como: “você precisa saber que...” ou “eu vim te mostrar como...”.

Esses são os 8 motivos principais que fazem uma estratégia de e-mail marketing não funcionar. Esperamos que nosso artigo ajude você a melhorar ainda mais seus resultados em suas campanhas de e-mail marketing.

...

 

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Topo